Minha Marmita Tem

tipos de tomates

Tipos de tomates e como usá-los

Assim como as batatas, também existem vários tipos de tomates e cada um deles pode ser usado em receitas específicas. Pois é, o tomate não é para ser usado apenas em saladas e molhos, mas você também pode fazer tortas, espetinhos, acompanhamentos e até drinks!

Não é proibido usar o tipo “errado” de tomate em alguma receita, mas se você usar o mais indicado, sua comida ficará mais saborosa!

Conheça os tipos de tomates e para que serve cada um

Tomate Carmem

tomate carmem

Como é: bem firme e normalmente grande, sendo de um vermelho claro um pouco amarelado. Seu sabor não é muito forte e é um pouco aguado. Ele é o tomate mais consumido no Brasil e também é conhecido como “tomate longa vida” pois dura bastante tempo na geladeira sem estragar.

O que fazer com tomate carmem: ele é ótimo para saladas e para ser recheado e feito no forno, pois é firme e não vai desmanchar.

O que não fazer: nunca use o tomate carmem para fazer molhos, pois ficarão aguados e sem sabor.

 

Tomate Caqui

tipos de tomate caqui

Como é: ele é mais mole do que o tomate carmem, bastante avermelhado e costuma ser bem grande (alguns têm quase 500 gramas). É saboroso, mas não é adocicado.

O que fazer com tomate caqui: saladas, vinagretes e espetinhos de tomate, mussarela de búfala e manjericão ficam ótimos com esse tomate.

O que não fazer: molhos não ficam bons com tomate caqui e também não é bom serem assados recheados, pois são moles e vão desmanchar.

 

Tomate Holandês

tomate holandês

Como é: o tomate holandês é um pouco mais difícil de ser encontrado em todos os mercados, por isso pode ser um pouco mais caro. É vendido em ramos com várias unidades, normalmente em bandejas (uma curiosidade: ele fica nos ramos para continuar amadurecendo após a colheita; por isso é importante escolher ramos bem verdinhos na hora de comprar, se estiver meio marrom é porque está velho). É bastante adocicado e pouco ácido, muito usado na fabricação de ketchup.

O que fazer com tomate holandês: fica ótimo em saladas e em receitas quentes como risotos. É melhor quando usado bastante maduro, pois fica mais saboroso. Também pode ser usado para fazer molhos.

O que não fazer: não encontrei nenhuma contra indicação do que não fazer com tomate holandês, mas como ele precisa ser usado mais maduro, eu não tentaria fazer ele inteiro recheado.

 

Tomate Débora

tomate débora

Como é: ele é um tomate bastante coringa, sendo usado para várias receitas, inclusive molho (ele não é tão bom quanto o italiano, mas serve para substituir). Tem mais água e sementes do que os outros tomates e é menos ácido que o tomate carmem.

O que fazer com tomate débora: super indicado para fazer tomate seco, também é bom para saladas e molho de tomate.

O que não fazer: como tem mais água do que os outros, tome cuidado na hora de fazer receitas que precisam ficar sequinhas.

 

Tomate Italiano

o que fazer com tomate italiano

Como é: um dos mais fáceis de reconhecer no mercado, pois é super longo. É o melhor tomate para fazer molho, pois é menos aguado, carnudinho, menos aguado e com menos sementes do que os outros. É bem doce e seu sabor é forte, porém é bem sensível e costuma estragar rápido.

O que fazer com tomate italiano: molho de tomate, claro! Mas também é ótimo para os famosos drinks Blood Mary, suco de tomate e também tomate seco.

O que não fazer: não achei nada que não possa ser feito com o tomate italiano, por isso, para mim, ele é um dos mais versáteis (e deliciosos)!

 

Tomate Cereja

tomate cereja

Como é: docinho e com sabor bem forte, o tomate cereja parece uma esfera pequena em miniatura, ou melhor, parece uma cereja, bem lisinho e quase nunca tem rachaduras. É bem aguado e refrescante e fica lindo para decorar saladas, espetinhos e outros pratos.

O que fazer com tomate cereja: saladas, canapés, entradas, tira-gostos, massas e risotos.

O que não fazer: por ser aguado, não fica muito bom em molhos ou sucos.

Tomate Sweet Grapes

tomate sweet grape

Como é: bem mais doce e carnudo que o tomate cereja, o sweet grape é uma variação dos tomatinhos. Costuma ser bem mais caro e parece uma miniatura do tomate italiano.

O que fazer com tomate sweet grape: fica perfeito em pratos frios, combinado com ervas e queijos, por causa do seu sabor. Por experiência própria, também fica muito bom feito no forno com alecrim, sal e azeite!

O que não fazer: molhos e sucos feitos com tomates pequenos vão dar muito trabalho. Use-o para as outras receitas!

 

Benefícios do tomate

Algumas pessoas não podem consumir tomate demais, por conta da sua acidez. Porém, para quem pode, ele é ótimo e tem muitos benefícios. Vou citar apenas alguns:

  • redução do risco de câncer de próstata em 40%
  • prevenção de vários outros tipos de câncer, como pâncreas e pulmão
  • melhora a saúde cardiológica, melhorando a circulação
  • vitamina A
  • vitamina C
  • vitamina E
  • beta-caroteno
  • manganês
  • potássio

Como escolher o melhor tomate no mercado?

Eles devem estar brilhantes, sem rachaduras ou manchas. Para saladas, os tomates mais firmes são os melhores. Porém, não devem ser totalmente duros e claros demais, pois isso indica que não estão maduros.

Para escolher tomates para fazer um molho, escolha os vermelhos mais escuros e macios. Mas atenção: isso não significa que devem estar moles quase estragando, apenas macios, ok?

 

Você conhece outros tipos de tomate? Qual sua receita preferida?

Comente o que achou!

comments