Minha Marmita Tem

por que levar marmita

Por que levar marmita?

O Manual da Marmita vai te ajudar a planejar suas refeições, saber o que comprar no mercado, armazenar e transportar corretamente sua marmita e mais algumas dicas preciosas! Hoje vou te dar uma motivação extra para entrar no ~maravilhoso mundo da marmita~ e saber finalmente: por que levar marmita?

Você é o mestre

Fazendo a sua própria marmita, você tem controle total sobre todos os aspectos da sua refeição: o cardápio é exatamente o que você quer, você sabe exatamente quais ingredientes foram usados e como o prato foi preparado, você pode higienizar sua comida (e principalmente sua salada) e não corre o risco de almoçar em lugar que esteja prestes a ser lacrado pela vigilância sanitária!

levar marmita

Mais saúde

Controlando o que tem na sua marmita, você evita roubar naquela dieta que está fazendo, não cai em tentação (pois o seu almoço será aquilo que está na marmita e acabou) e não corre o risco de chegar ao restaurante e descobrir que não tem salada (ou pior: que tem, mas está velha!) ou só massas e frituras.

Além disso, você não precisa se preocupar se a comida foi feita repleta de óleo vagabundo e salitre.

Mais rapidez

A única fila que você vai pegar é a do microondas da empresa! Nada de sair no sol escaldante ou chuva torrencial para procurar um restaurante. Com o tempo que economizou você pode aproveitar para tirar um cochilo, colocar a leitura ou suas séries em dia ou navegar pela internet.

Mais grana

Com certeza você vai economizar muito levando sua própria marmita! Comprar em mercadinhos locais ou mesmo em grandes redes para cozinhar em casa não tem nem comparação com o custo de comer fora todo dia! O blog Saber Para Crescer fez uma estimativa interessante para a economia que pode ser feita levando marmita:

grana marmita

O valor de R$23 por dia pode variar bastante de acordo com o bairro ou cidade em que você está. Campinas (SP), por exemplo, foi considerada a 6ª cidade mais cara para se comer fora, com uma média de gastos de R$36 por dia. Isso é muito dinheiro! Veja a matéria completa clicando aqui.

Mais cumplicidade

Se você mora com alguém, tem um estímulo a mais para fazer marmita: você está cuidando da outra pessoa. Quando eu morava com meus pais e fazia marmita só para mim, era a semana inteira o mesmo cardápio.

Agora morando junto, nós fazemos questão de variar o cardápio e agradar o outro. Planejar e cozinhar as refeições junto cria uma cumplicidade para o casal. E se você tem colegas no trabalho que também levam marmita, é ótimo trocar ideias sobre como levar/como preparar/qual cardápio escolher.

Valorização

Você não precisa virar escravo da marmita, mas quando se acostumar a levar comida caseira todos os dias, irá valorizar mais o “dia livre”, aquele dia em que você não fez marmita (porque não quis ou não deu tempo) e poderá ir a um restaurante mais bacaninha que você goste.

Eu, por exemplo, no antigo emprego levava marmita a semana inteira, mas quinta-feira era o dia de comer comida japonesa num restaurante lá perto com a turma do trabalho! ~Nossa, que caro!~ Não! Eu não gastava nada com alimentação a semana inteira, então pagava sem problemas o japonês de quinta!

 

E aí? Está convencida a levar marmita? Se você levou marmita para o trabalho hoje, me mostre uma foto! Poste com a hashtag #minhamarmitatem no Facebook ou Instagram! 😉

Comente o que achou!

comments

  • Thiago Neto

    Uma das razões principais para levar marmita foi um dia que eu não tinha tempo para comprar comida fora e eu vi o pessoal pedindo China in Box e eu pedi também e fiquei MEGA frustrado quando eu paguei quase R$ 30,00 em um arroz sem graça com nuggets e pensei “poha, isso eu faço em casa por BEM mais barato e nem trabalho eu tenho em fazer!”

    • Mário Henrique Perin Bernardo

      E bem mais gostoso também, já que você escolhe os ingredientes (e a qualidade deles).

  • Pingback: Planejando a marmita - Minha Marmita Tem()

  • Pingback: Como transportar a comida? - Minha Marmita Tem()

  • Poline Luz

    Adorei as dicas. A marmita economiza dinheiro, e tempo tbm (que vale mais do que dinheiro!) Adorei o post!

  • Jonara Cordova

    Eu sempre levo marmita e concordo com tudinho que tu falou aí! Aqui em casa, a mãe que faz a comida e é uma delícia. Bem capaz que vou desperdiçar a chance de aproveitar a comidinha dela pra ir nos restaurantes. hahaha Sem contar que sai infinitamente mais barato, a gente sabe a procedência dos ingredientes, nem se compara. Muito legal esse post! Te encontrei lá no grupo do ORGblog e o título me chamou a atenção. 😀

    • Obrigada, Jonara, fiquei super feliz com seu comentário!
      Realmente, nada como saber exatamente o que tem no nosso prato, né?
      :***

  • Adrilaine Cezimbra

    Eu sempreeee levo a minha marmita também hahaha Primeiro por causa da alimentação certinha que busco seguir, e claro o financeiro é uma consequência boa hahaha ♥
    Beijão.

    • Nem me fale, Adrilaine!
      A gente pode depois gastar com coisas mais legais e importantes, né?
      Beijo!!

  • adorei – levei marmita por anos no meu trabalho e me lembrei q tem o item do conforto: vc não se preocupa em ficar saindo, pegando fila ou telefonando pra entrega. tá ali na geladeira e pronto! hahaha

    • Simmm, dá pra comer a hora que a fome bate, e não esperar HORAS pro delivery chegar!!!
      Beijos, Lominha, amei sua visita 😉

  • Pingback: Como planejar marmita para uma semana com os blends da Ginger | Ginger Temperos()

  • Pingback: Comece por aqui - Minha Marmita Tem()